Ainda agora aqui chegado
meu cavalo já cansado
trago o peito enamorado
e a armadura em desalinho
minha espada eu embainho
dai-me carne e dai-me vinho
sou guerreiro por quimera

era uma vez um rapaz

é vê-lo avançar
entre a guerra e a paz